Vidas em Movimento

< QUANDO A LUTA SE TORNOU DANÇA: UM ESPETÁCULO SOBRE PIQUIÁ DE BAIXO > AS BATALHAS DE UMA COMUNIDADE

CARTA DE EDVARD A SEU NETO

“Edvar vive num povoado pequeno, nas periferias de Açailândia, profundo interior do Maranhão. Infelizmente, ele até hoje não é dono de sua história, porque reside onde ninguém gostaria de morar. Quando chegou em Piquiá gostou muito do nome daquela localidade, uma homenagem a uma das maiores árvores da região, com frutos gostosos.

Depois de poucos anos, porém, além dele chegou o “desenvolvimento”, que mudou até o nome do povoado transformando-o em “Pequiá”, acrônimo por “PetroQuímico Açailândia”. A própria “Cidade do Açaí”, outro fruto saboroso típico da região, perdeu o sentido de seu nome, onde progresso e respeito à vida não conseguem morar juntos.

Ao lado da casa de Edvar instalaram-se 14 fornos siderúrgicos, uma usina termelétrica e, agora, uma aciaria. Os seres humanos que moram na região são pouco mais que peças dessa máquina industrial.

Nós, missionários e companheiros desse povo sofrido tentamos acompanhar essa luta pelos direitos sócio-ambientais e, junto com eles, cultivamos a esperança e a utopia. Por isso, emprestamos a caneta ao seu Edvar, que escreveu essa carta para o netinho dele, recém nascido”.